quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Aniversariante do mês de agosto: Tōta Tarumi

Quem já é fã da série Supernova Flashman e conhece tudo sobre o carismático Jin/Red Flash, vai dar uma olhada neste artigo especial que preparamos para celebrar hoje o aniversário dele. Estamos falando do ator renomado nascido no Japão e o eterno Red Flash: Tōta Tarumi.


Nascido em 29 de agosto de 1958, Tōta é um dos atores de renome e um modelo fashion de Tóquio. O nome verdadeiro dele é Tōta Agawa. 

Com mais de 30 anos de carreira, ele já atuou (e atua até hoje) em séries de tevê, filmes (seu trabalho no cinema foi Yume no onna, de 1993, a qual foi premiado no Festival de Berlim) e peças de teatro. Mas foi no seriado tokusatsu Supernova Flashman em que ele mais se consagrou como o personagem Jin/Red Flash a partir daí. Além de atuar, suas paixões são a caminhada, a fotografia, a culinária e a cerimônia do chá.

Veja as fotos do eterno Red Flash, de 1986 aos dias de hoje!


Um simples sorriso no rosto: era 1986 quando o eterno Jin/Red Flash usava uma tiara-bandana prateada com detalhe vermelho, meio futurista, meio esportivo, inteiro descolado…


…que combine com suas roupas futuristas mais chiques: jaqueta assimétrica branca com laranja, bracelete, macacão preto com detalhes vermelho e branco e botas brancas. Combinação perfeita que todo cosplayer sonha em ter (e que atualmente já pode ser moda, ainda mais um estilo pra lá de futurista - e a gente adora as roupas futuristas dele)! 


Quando ele dá um tempo nas roupas futuristas mais chiques, ele veste roupas casuais (e "terrestres", por assim dizer): seja roupas frescas pra refrescar o verão… 


…seja roupas de meia-estação (uma blusa com capuz, um blazer e até uma calça jeans) para esquentar até o frio do inverno. (Pra variar um pouquinho, né?)

Pra terminar, eis as três fotos mais recentes do eterno Red Flash! 






quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Tatianna Raquel Podcast Ep. 03: "Renascendo o tokusatsu"

Olá, gente! Fala Tatianna Raquel e este é o meu podcast, aqui neste blog. Cada quinzena um assunto diferente pra você ficar bem informado no que rola por aí (acompanha também a versão em áudio, disponível em Mp3 para baixar e escutar no iPod Touch, no iPhone ou no Tablet.
Bom divertimento!

Ação, emoção, aventura e muita porrada influenciada pelas artes marciais: estamos falando de tokusatsu, vindo do Japão, a Terra do Sol Nascente. No fim da década de 80, os japas trouxeram os metal heroes, os Kamen Riders e os super sentais pra cá: surgiu a partir daí uma nova safra japonesa de tokusatsu; e de acordo com Luiz André Alzer e Mariana Claudino, todos foram exibidos no Clube da Criança na TV Manchete (que ao longo do tempo e depois de extinta, é hoje a RedeTV!) e nos outros canais abertos. Hoje os tokusatsu podem ser vistos seja no canal de TV a cabo em alta definição, seja via internet, seja em DVD ou Blu-Ray.

A priori essa criação do meu livro O Astro do Dragão (1992), eu assistia na TV as séries tokusatsu Kyojuu Tokusou Juspion, Dengeki Sentai Changeman, Sekai Ninja Sen Jiraiya entre tantos outros. Um ano depois, em 1989, o que mais me chamou atenção foi a décima série super sentai, Choushinsei Flashman e não demorou muito para que eu assistisse o seriado tokusatsu na íntegra… e acabei me tornando fã dos Flashman a partir daí. Eu me lembro que no fim dos anos 80 e início dos 90, minha mãe e eu íamos à casa da Janaína no Campo Grande (Santos, SP) pra assistir com Janaína as séries de tokusatsu em VHS (houve uma época em que não havia DVD ou Blu-Ray pra assistir filmes) e de um jeito ou de outro, quando fui á banca comprar um álbum de figurinhas de tokusatsu pra lá de japa, eu sabia que eu bancaria a "otaku feminina ocidental" só de incrementar animês assim. 

O que ninguém sabia era que, no verão de 1990, eu e minha mãe fomos às Americanas do Centro da cidade comprar um Prisma Laser (que era a nova febre do início dos 90 e que hoje é uma relíquia preciosa que todo colecionador como eu deseja ter) e no ano seguinte, enquanto eu estudava no Colégio Leão XIII, ganhei de meus colegas a trilha sonora da série Supernova Flashman. Hoje eu tenho o Prisma Laser comigo e toda a coleção deles, toda pesquisada pela internet e bem guardada, até a trilha sonora original em Mp3 e a série completa em DVD ou Blu-Ray.

E enquanto os filmes Ghost e Dança com Lobos estavam em cartaz e tocavam nas airwaves os hits "Repetition" do Information Society e "Pump Up the Jam" do Technotronic, lá estavam, além de Juspion e Changeman, os metal heroes Spielban, o Guerreiro Dimensional, Sekai Ninja Sen Jiraiya, e o Policial Tático Jiban, o Kamen Rider Black e os super sentais Supernova Flashman e o Esquadrão da Luz Maskman. Enquanto Madonna arrasava em seu hit "Erotica" e o filme My Girl passava nos cinemas, os Policiais do Espaço Gavan, Sharivan e Shaider, Metalder e Goggle Five tomavam conta da tevê, mas os melhores são os metal heroes Winspector e Janperson e Solbrain, o Kamen Rider Black RX e os super sentais Liveman, Turboranger, Fiveman, Jetman, Zyuranger, etc. Céline Dion com "My Heart Will Go On", Britney Spears, Justin Timberlake, Usher e Snoop Dogg tomavam conta das airwaves - junto com os filmes Matrix e Harry Potter - entre o fim dos anos 90 e da década de 2000 em diante, mas eu me lembro que Kamen Rider OOO e Kamen Rider Decade estavam lá, junto com os super sentais - de Gaoranger a Abaranger, de Magiranger a Shinkenger. E tudo isso no início deste terceiro milênio, do Século 21. (N. da A.: Só a partir desse período pós-11 de setembro, Hurricanger se tornou o primeiro super sentai a "sobreviver os ataques do 11 de setembro" daquele ano, 2001.) Nesta década de 2010, quando a internet continua a se expandir mundo afora, enquanto de filmes em 3D ou IMAX como O Homem de Aço de Zack Snyder e nas airwaves "Call me Maybe" da Carly Rae Jensen, lá estão os Kamen Riders Fourze e Wizard e os super sentais Goseiger, Gokaiger, Go-Busters e Kyoryuger, que agora podem ser vistos, junto com os tokusatsu de ontem e hoje, em DVD, Blu-Ray ou pelo YouTube.

Redescobri o tokusatsu 25 anos depois - através das pesquisas no Wikipédia e no site de busca do Google - , descobri até o (Kaizoku Sentai) Gokaiger, descobri os atores talentosos do tokusatsu (Tōta Tarumi, inclusive), consegui a trilha sonora da série super sentai (cujo temático são as estrelas), descobri a trilha sonora tokusatsu (e tudo isso pela internet) e mais uma vez reatei com os Flashman - não só para relembrar minha adolescência, mas também pra explorar um monte de coisas. Até os Gokaiger fazem parceria com os Flashman e todos os outros super sentais (como Goranger, Sun Vulcan e muito mais). E espero que você compartilhe com quem você gosta (e comigo) o tokusatsu - composto de metal heroes, Kamen Riders e super sentais.

Falando em super sentais, eis aqui uma música que fala deles; "Super Sentai Hero Getter", na interpretação do Project.R!




Vocês entenderam, né? E lembrem-se: o livro Changeman, Juspion, Jiraiya e Cia. (Editora Matrix - Autor: João Lobato) - cujo tema é tokusatsu, está a venda nas livrarias como Martins Fontes e Saraiva Megastore. Adquira já esse livro e boa leitura!
  






 

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Mais novidades no meu blog

Oi de novo, gente!

Foram aproximadamente 25 contos restantes que eu postei neste blog (ufa!). Agora falta apenas 5 contos e temas-livres da minha autoria para completar essa minha coletânea de contos a serem reunidos em um livro só (e prometo postá-los nas próximas postagens deste blog. Me aguardem!). 

Mais: no dia 28, a priori o 55º níver do ator de renome no Japão, Tōta Tarumi (o Jin/Red Flash da série Supernova Flashman), vou lhes postar sem demora o terceiro episódio do meu podcast com um assunto diferente: tokusatsu (também em plena era da internet). No dia seguinte no mesmo blog, vou postar um artigo especial sobre o ator e seu personagem que o consagrou (com fotos dele em 1986 - época em que Flashman era produzido por lá - e nos dias atuais). 

Em 3 de setembro vai ter mais uma música favorita do mês, seguindo de mais cinco contos da minha autoria e por aí vai. Tudo isso e muito mais neste meu blog oficial. Fiquem ligados!

Atenciosamente,
Tatianna Raquel 

sábado, 17 de agosto de 2013

Nyah, a Sereia

Nyah (pronuncia-se "naya") é uma sereia que mora no fundo do oceano e que sonhava em conhecer sua cara-metade da superfície. Ela tinha a beleza de uma princesa encantadora e a mais doce voz de todo o território submarino da Atlântida, seu lugar natal. Já se apaixonou pelos humanos três vezes ao longo dos anos. 
A sereia Nyah queria se apaixonar por um humano certo e passava o tempo todo explorando tesouros.
Certa vez Nyah foi nadando até a superfície para ver um iate! A bordo, o pessoal estava comemorando o aniversário de um lindo rapaz chamado Bruno, mestrado em biologia marinha da Universidade Católica de Santos, e Nyah observava tudo aquilo maravilhada.
Logo um temporal de chuvas e trovoadas começaram a surgir. O balanço das ondas do mar viraram o iate e Bruno foi jogado ao mar. Nyah nadou depressa para salvá-lo e o empurrou em direção à praia.
Nyah, ao notar que Bruno estava respirando por um milagre, comemorou. Ela olhou fixamente para Bruno e se apaixonou naquele momento. Enquanto ela cantava, os olhos dele se abriram. Os dois começaram a se apaixonar quando de repente um amigo apareceu, Nyah pulou na água e se escondeu atrás de uma pedra. Viu quando Bruno foi embora dali. Só Nyah voltou pra casa quando os perdeu de vista.
Seu pai Aztlan, porém, descobriu tudo, e não demorou muito para que ele, furioso da vida, desse uma lição à sereia Nyah: ele resolveu detonar todos os tesouros dos humanos!
Com o coração partido, Nyah sentou e chorou. De súbito, porém, Nyah encontrou um colar de safira com pérolas e ela o pegou sem ninguém saber. O que ninguém tinha noção era que o colar pertencia a Lady Marsha, uma terrível sensitiva da superfície, cujo plano é fazer Nyah se apaixonar por Bruno (o bilhete que estava no colar dizia que se Nyah não beijar apaixonadamente o Bruno, ela poderá ser sequestrada por Marsha e será feita refém). Nyah ficou com medo, mas ao pensar em Bruno, acabou adquirindo o colar. Minutos depois, ela já estava nadando na superfície do mar como sereia e como humana caminhando pela praia. 
Bruno estava procurando por toda a parte pela mulher com uma linda voz que o resgatara. Quando viu aquela linda mulher, reparou na imagem: era uma garota dos cabelos longos e ruivos, tiara de conchas na testa e olhos da cor água-marinha e corpo sensual. Ela parecia familiar, mas quando ele se aproximou, nem deu pra acreditar no que vira: era a mesma Nyah! 
Então, Bruno a levou para um luxuoso apartamento de frente para o mar, na Ponta da Praia em Santos, São Paulo. E, no dia seguinte, foram passear pela praia, pelo Ferry Boat e pelo Porto de Santos. Se divertiram muito juntos, e Nyah tinha certeza que ela e Bruno estavam apaixonados um pelo outro. 
Mais tarde, enquanto passeavam pelo Deck Pescador, Bruno e Nyah se beijavam e tentaram se abraçar, mas, naquele momento, Marsha soprou um vento forte, então eles caíram na água. Depois, Marsha, de roupas chiques, foi até o mesmo lugar, onde os dois estavam.
Assim que Bruno viu essa moça, ele tentou se aproximar dela, mas Nyah interveio e impediu Marsha de pegar Bruno pelo braço. Naquele caos, o colar que Nyah usara se quebrou e voltou para sua verdadeira dona e a própria Marsha recuperou seu colar quebrado. Finalmente Nyah se livrou do feitiço do colar! E Bruno e Nyah se abraçaram. Quando ela ia beijá-lo, o sol se pôs no horizonte oeste.
Sem mais tempo, Nyah foi sequestrada por Marsha quando de repente Aztlan apareceu diante delas. 
Foi quando Bruno viu uma batalha em alto mar. Aztlan pediu a Bruno para que jogasse uma concha de madrepérola e uma bomba contra Marsha, e foi no que fez: para salvar Nyah, ao usar toda a sua força, mirou a "madrepérola explosiva" direto para Marsha, que morreu logo em seguida em um acidente náutico, um acidente de lancha que se explode em alto mar.
Aztlan viu o olhar apaixonado de Nyah para Bruno, que estava deitado na praia. Aztlan lamenta: "Nyah o ama mesmo. O problema é que eu vou sentir muito a falta dela." Então Aztlan concedeu a Nyah o seu grande desejo: estar com Bruno para sempre no fundo do mar. Eufóricos, Bruno e Nyah correram para os braços um do outro e em seguida foram nadar em pleno mar, apaixonados um pelo outro. Aztlan, muito feliz, abençoou Nyah e Bruno, pois sabia que os dois seriam dois amantes submarinos e apaixonados em pleno fundo do oceano.
 
 

Baixar audiolivro em Mp3 pelo 4shared


Baixar audiolivro em Mp3 pelo Mediafire
 
 
 

Trívia:

Nyah, a princesa dos Sete Mares, apareceu pela primeira vez no episódio de Fantasy Island (ABC, 1977-1984, 157 episódios), "A Sereia/A Vítima" (1979).  Nyah (interpretada por Michelle Phillips) voltaria mais tarde nos dois episódios do mesmo, "Os Ases Voadores/A Volta da Sereia" (1980) e "A Sereia e o Casamenteiro" (1984). O sucesso da sereia foi tanto que eu mesma resolvi criar uma "spinoff" só dela - e um conto recém-escrito por mim (e baseado no conceito de Aaron Sperling e cia.), combinado a ideias de ganhar inspiração com base em A Pequena Sereia de Hans Christian Andersen, Rusalka de Antonin Dvorak, o filme russo A Sereia (Rusalka, 2007), a série australiana H2O: Just Add Water e os três episódios de Fantasy Island com Nyah. Neste conto, Nyah é uma sereia que se apaixona por Bruno, um habitante de Santos, em meio aos obstáculos que podem ser superados com facilidade.

Este conto também contém premissas dos mesmos três citados acima. O enredo do livro A Pequena Sereia talvez fosse a inspiração para a cena de amor entre a sereia Nyah e o humano Bruno, que se apaixonam logo em seguida.

O tritão Aztlan, pai de Nyah, o santista Bruno e a terrível vidente Marsha foram criados para contracenar com a sereia Nyah. E o cenário, desde o fundo do mar até a superfície (sobretudo em Santos, São Paulo), é ambientado nos dias de hoje.

A imagem do palácio de Nyah visto no fundo do mar é, na verdade, um cenário submarino de um dos lugares submersos da Atlântida, situada no Oceano Atlântico Norte, entre as ilhas Bermudas e o Caribe. O resto do que sobrou da Atlântida se submergiu há mais de 12.000 anos (conforme dizem por aí).

Esse é o terceiro conto submarino (ou ambientado no mar) depois de A Garota e o Golfinho e A Garota do Fundo do Mar, ambos da minha autoria também. 



terça-feira, 13 de agosto de 2013

Tatianna Raquel Podcast Ep. 02: "Seguir a estrela em busca de um sonho:é possível?"

Olá, gente! Fala Tatianna Raquel e este é o meu podcast, aqui neste blog! Cada quinzena um assunto diferente pra você ficar bem informado no que rola por aí (acompanha também a versão em áudio, disponível em Mp3 para baixar e escutar no iPod Touch, no iPhone ou no Tablet).
Bom divertimento!

O quão longe podemos enxergar? Dezesseis quilômetros? Trinta e dois? Não podemos ver os glaciais a partir do deserto. Ou o fundo do mar a partir do alto das montanhas. Nós nunca conheceremos as outras sete bilhões de pessoas que passeiam pela Terra. Mas sabemos que elas estão lá. Somos preparados para acreditar no que não podemos ver. Mas nós podemos ver a lua e o sol. Não a trinta e dois quilômetros, mas a cento e quarenta e nove milhões, setenta e três mil e oito quilômetros daqui. E a via de estrelas sem fim tão distantes quanto às questões que eu acredito. Nossos sonhos nos levam a lugares que nunca alcançaremos e abre portas para outros mundos, e janelas para nossas almas. Uma jornada às estrelas pode ser o mais próximo de um sonho que a realidade pode me levar. Mas tão claro quanto eu verei a beleza do universo, eu verei mais profundamente meu interior. Mais perto dos meus sonhos. Eu não sou uma sonhadora; eu sou uma perseguidora de sonhos. 

Sarah Brightman, minha musa favorita do canto lírico cujo seu mais recente trabalho é Dreamchaser, diz clara e simplesmente a respeito de como seguir as estrelas do universo imenso, em busca de um sonho que nos levam a lugares inalcançáveis, de portas abertas para outros lugares e janelas para nossas almas. Quanto mais você segue uma estrela, mais você busca o sonho que você tanto deseja, um desejo por se realizar. Mas será possível que uma estrela possa ser alcançada ao fazer um pedido e buscar um sonho tão desejado a fim de converter desejos em realidade?

Desde os tempos antigos até os dias atuais, o ato relacionado às estrelas inspira nossos pedidos e sonhos a serem convertidos em realidade. Por mais supersticioso que possa ser, na verdade esse ato relacionado às estrelas têm a ver com um milagre de Deus, porque justamente é algo sagrado e divino. Há milênios, Abraão saiu da tenda para o deserto da Mesopotâmia (hoje Oriente Médio) e, ao olhar para as estrelas, ele pediu que seus descendentes fossem muitos, conforme diz em Gênesis (15:5-6) (MSG):
Então, o SENHOR levou Abrão para fora da tenda e disse: "Olhe para o céu e conte as estrelas. Você consegue fazer isso? Imagine que assim serão seus descendentes! Abrão, sua família será muito grande!".
E Abrão acreditou! Acreditou no SENHOR. 
Foi assim que, as estrelas do céu que Abraão viu (e ele acreditou no que Deus disse) seriam comparadas a seus descendentes. E foi por isso que Deus fez a estrela brilhar para ele (e vai fazer a estrela brilhar pra nós e pra você), pois você alcança a estrela e, ao buscar esse sonho que você tanto deseja, tudo será possível!

Dos tempos pós-abraânicos (período de Isaque) em diante, as estrelas são descritas como uma seguidora até 1004 a.C., quando Davi passou a reinar Israel (depois que a Estrela de Davi foi Deus que fez milagrosamente). A partir de 1000 a.C., os povos celta, aborígene e asteca (entre todos os outros) começaram a seguir sua estrela em busca de seu sonho. Na passagem do primeiro século a.C. para o primeiro século da nossa era cristã (ano um, marco zero), quando o Senhor Jesus nasceu em Belém, Judeia (hoje Cisjordânia), os Reis Magos Baltasar, Gaspar e Melquior (os sábios do Oriente), instruídos pelo rei Herodes, viram no Leste uma estrela no céu. Ela os guiou até o lugar em que estava a criança. Eles mal podiam conter a alegria: estavam no lugar certo! Haviam chegado na hora exata! (Mateus 2.10) (MSG)

A partir daí, muita gente começou a seguir uma estrela, na esperança de obter seu próprio sonho. E continuam seguindo.

Para entender o significado dessa metáfora, precisamos olhar para uma estrela no céu e segui-la. Podemos ir mais longe, nos levando a um sonho que a realidade nos pode levar. Aí olhamos pro alvo e seguimos em frente, em busca de realizar desejos e sonhos que tanto queremos.

Há sempre uma fascinação por essa constelação de estrelas que brilham no cosmos. Mais populares do que nunca, hoje estão presentes na cultura popular (incluindo livros, filmes, seriados de tevê, música, etc.) e no nosso cotidiano. Esse entusiasmo efervescente expressa uma espiritualidade sagrada e divina mesmo que mundana.

A popularidade do ato de seguir uma estrela em busca de um sonho hoje é mais um episódio de uma história milenar de entusiasmo ligado a Deus. 

Quer seja uma estrela guia ou guiada por uma estrela, suas funções e ações são basicamente as mesmas. 

Falando nisso, eu me lembro que em 9 de outubro de 1994, quando eu tinha apenas 16 anos, eu li o tema-livre da estrela cadente do suplemento "A Tribuninha" do jornal "A Tribuna", assisti Starman pela tevê, imaginei uma garota que fazia um pedido a estrela do mesmo jeito que ela seguia a mesma estrela em busca de um sonho e uma estrela para seguir (e isso lhe seviu de base para um conto!). Não demorou muito e logo eu escrevi meu conto chamado A Estrela dos Desejos, que não só influenciou coisas como A Estrela (Zvezda, 2003) do Vitas, na minha versão em português (que eu gravei em 2011 e está disponível este meu blog até hoje) e o mais recente CD conceitual da Sarah Brightman, Dreamchaser (2013), como também começou a inspirar não só a mim (a primeira vez que eu vi uma estrela cadente foi em 1986, quando o cometa  Halley passou por aqui; no entanto eu sempre olho pras estrelas quase todas as noites e as sigo, em busca do meu sonho), mas a todas nós, quase 8 bilhões de pessoas aqui presentes no nosso planeta Terra. E foi uma experiência incrível escrever um conto que fala sobre como seguir a estrela em busca de um sonho (sim, você leu direito).

Conforme a romena Maria Alexandra, uma fã apaixonada de Vitas diz: Alcance as estrelas. Só Deus é a Última Fronteira pra nossa mente e pra nossa alma. Essa frase que Alex postou no dia 9 de junho do ano passado (2012) - a frase antecedeu também o lançamento do CD de Sarah Brightman, Dreamchaser, e do filme Star Trek: Into Darkness de J. J. Abrams - também pode ser guardada na nossa memória e no nosso coração (e no seu também) para se lembrar do que Sarah Brightman nos ensinou através do monólogo de Dreamchaser para pormos em prática, a fim de seguirmos a estrela numa incrível jornada aos confins do universo em busca de um sonho. Quanto mais perto de um sonho, mais é possível. Agora entendo que é possível seguir uma estrela e buscar um sonho, pois eu nem sou uma sonhadora, eu persigo e busco sonhos. Afinal, pra Deus é tudo possível. 
 
 
 



Baixar podcast em Mp3 pelo 4shared


Baixar podcast em Mp3 pelo Mediafire



domingo, 11 de agosto de 2013

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Neste dia em 1986…

Estreava na TV Asahi o episódio da série Supernova Flashman, "SOS! Pássaro Imortal! (SOS! Fushichō!), escrito por Kunio Fujii e dirigido por Shōhei Toujou. O episódio foi filmado no estúdio Toei e em locação em Namegawa, Chiba, onde estava o (recém-fechado) parque temático Namegawa Island. Neste episódio, os Flashman respondem a um SOS de uma fênix espacial se escondendo na Ilha de Namegawa de Mess, que quer obter as biomoléculas da imortalidade. É também o episódio 501 da franquia Super Sentai já produzido, cujos temas são amizade, imortalidade e investigações (como em CSI), além de uma aventura, todas ligadas a esse pássaro.
 
Sinopse:



O Pássaro Imortal (Fênix) é um pássaro de vida eterna que voa por todo o universo, trazendo de volta a vida nos planetas que tiveram tudo destruído por Mess nas experiências mutantes. O novo plano de Mess é pegar as Biomoléculas do Pássaro Imortal e fazer uma mutação que será eterna graças a elas, para que ninguém no universo possa com eles. E assim, ordena o Monstro Guerreiro The Hargos a pegar o Pássaro Imortal. Os Flashman vêem o Pássaro Imortal caindo na Terra e se preocupam. Jin tenta fazer contato e o Pássaro Imortal pede ajuda a eles, pois o monstro está perseguindo ele. Dai descobre onde o pássaro desapareceu e os Flashman vão procurá-lo e protegê-lo. Pelo radar do Ministério da Defesa, um corpo luminoso caiu na Ilha de Namegawa. Mag pesquisou sobre o Pássaro Imortal e descobriu que ele se transforma em vários pássaros, podendo assim, se ocultar e se esconder de Mess. The Hargos descobre o Pássaro, que acaba se transformando em outro pássaro e foge, deixando uma pena suja de sangue para os Flashman encontrarem. Os Flashman ficam perdidos, pois há muitos pássaros na região. Jin diz que se ele souber que eles são os Flashman ele pedirá ajuda. E eles começam a falar com todos os pássaros na esperança que ele responda. Jin encontra a pena de sangue e diz pra se apressarem. Ley Wanda e Ley Nefel os observam. Jin acaba encontrando o Pássaro Imortal e nesse momento, o Monstro The Hargos também aparece. Jin pede para o Pássaro Imortal fugir. Começa a luta com o Monstro pela defesa do Pássaro Imortal. The Hargos usa o telemovimento para atacar. Green Flash e Red Flash se agarram nele e somem também, se transportando junto com ele para vários lugares. Os outros 3 consaeguem acha-los e a luta recomeça outra vez. Ley Wanda chega para segurar os Flashman e manda The Hargos ir atrás de Ley Nefel que achou o Pássaro Imortal na praia. Red Flash vai atrás dele e os outros seguram Wolk e Kilt. Ao chegar numa caverna, Jin é preso por The Hargos e Ley Nefel, que armou uma cilada para matar Jin. Jin ouve a voz do Pássaro Imortal, pedindo que ele o salve. Enquanto isso, os outros procuram por Jin e dão de cara com Ley Nefel e Ley Wanda, que dizem que Jin está morto. Eles são atacados e jogados dentro do mar. The Hargos encontra o Pássaro Imortal, mas os 4 Flashman chegam e tentam impedir, mas não conseguem. Red Flash aparece e surpreende todos, salvando o Pássaro. Ele diz que protegerá o Pássaro até o fim. Outra luta se inicia. Red Flash e o Pássaro Imortal são protegidos pelos outros. Pink Flash vai soltar o Pássaro Imortal em um lugar seguro, pedindo que ele voe com todas as forças que lhe restam. E o Pássaro se vai agradecendo. Red Flash usa o Trovão de Fogo (Fire Thunder) em The Hargos e os Flashman o destroem com Rolling Vulcan. Kuraagen chega e o aumenta; Star Condor é chamado e Flash King montado. Flash King tem uma luta difícil por causa do telemovimento, mas paralisa The Hargos com o King Beam e o destroi com Super Cosmo Flash (usando o Cosmo Sword). No fim, os Flashman avistam o Pássaro Imortal, que os agradece por tudo e se vai. Os Flashman se sentem satisfeitos por ter protegido um ser que ajuda as vítimas das maldades do Império Reconstrutivo de Experimento Mess.


Curiosidades:

Kunio Fujii, que é roteirista dos três de todas as séries Super Sentai, pesquisou a fênix que lhe serviu de base para o episódio 22, com alguns elementos que remetem Sherlock Holmes e antecedem CSI e Elementary também, além de elementos fabulosos.

A cena em que Jin (Touta Tarumi) encontra a pena da fênix manchada de sangue é inspirada e baseada nos mesmos citados acima. Aqui, Jin banca o detetive que encontra uma pista deixada pelo pássaro imortal.

O episódio 22 foi filmado na Toei e com locação em Namegawa, Chiba (Japão), onde ficava a Ilha de Namegawa (fechada em 2001, 15 anos depois das filmagens do episódio).

Este episódio, que me serviu de base para o conto da minha autoria, estabelece que o pássaro imortal, a fênix, é a ave que pode devolver a vida todos os seres do universo com sua luz da vida eterna (por isso o símbolo da imortalidade).

sábado, 3 de agosto de 2013

Música favorita do mês: Especially for you

"Especially for You" foi o quinto single internacional da cantora Kylie Minogue em dueto com Jason Donovan. Ele não apareceu em seu álbum de estreia, mas foi incluída no álbum de Jason Donovan de 1989, Ten Good Reasons. A faixa que aparece na versão dos EUA do segundo álbum de Kylie, Enjoy Yourself. O single foi lançado em 28 de Novembro de 1988 e foi escrito por Stock Aitken Waterman.

No Reino Unido, a canção apresentada por 4 semanas em # 2 no mercado de Natal por trás de Cliff Richard (um dispositivo elétrico de Natal), alcançando 1 por três semanas no início de 1989, vendendo um milhão de cópias. Manteve-se best-seller de Minogue no Reino Unido até 2001, "Can't Get You out of My Head", que se tornou um seller. O single foi um grande sucesso em toda a Europa e vendeu 23.037 cópias na Suécia.

Lembro-me que, quando eu tinha 11 anos de idade, eu estava escrevendo meu primeiro livro, Meu Jeffrey Jones, quando tocava na rádio minha canção favorita, "Especially for you". Não tardou muito e logo fiz dela o "tema de Jeff e Vanina (e posteriormente Calpúrnia)". Como você pode ver, a música e a literatura têm algo em comum, porque justamente a canção é uma declaração de amor feito pra quem você ama - e que lhes estou compartilhando.


ESPECIALLY FOR YOU (1988)
Letra e música: Stock, Aitken & Waterman


Lei:
Especially for you
I wanna let you know what I was going through
All the time we were apart I thought of you
You were in my heart
My love never changed
I still feel the same

Lui:
Especially for you
I wanna tell you I was feeling that way too
And if dreams were wings, you know I would have flown to you
To be where you are
Lei:
No matter how far
Loro:
And now that I'm next to you

 
Lui:
No more dreaming about tomorrow
Forget the loneliness and the sorrow
Lei:
I've got to say It's all because of you

 
Loro (Chorus):
And now were back together,
Together
I wanna show you my heart is oh so true
And all the love I have is especially for you


 
Lei:
Especially for you
I wanna tell you, you mean all the world to me
Lui:
How I'm certain that our love was meant to be
You changed my life
Lei:
You showed me the way
Loro:
And now I'm next to you

Lui:
I've waited long enough to find you
I wanna put all the hurt behind you
Lei:
And I wanna bring out the love inside you,  
Loro:
oh and

 
Now were back together, together
I wanna show you my heart is oh so true
And all the love I have is especially for you

 
(Solo acoustic guitar)

Lei:
You were in my heart
My love never changed

 
Lui:
No more dreaming about tomorrow
Forget the loneliness and the sorrow
Lei:
I've got to say Its all because of you

(Repeat chorus several times until fade)

Letra traduzida:

Especialmente pra você (ou "pro sr,". ou "pra sra.", ou "pra srta.")
Eu quero que saiba o que estou passando
O tempo todo em ficamos separados um do outro pensei em você
Você ficou em meu coração
Meu amor nunca mudou
Ainda sinto igual

Especialmente pra você
Eu quero te dizer que eu estava me sentindo assim também
E se os sonhos fossem asas, você sabe que eu teria voado para você
Para ficar onde você estiver
Não importa o quão longe
E agora que eu estou ao seu lado


Chega de sonhar com o amanhã
Deixe a solidão e a tristeza pra lá
Preciso te dizer: é tudo por sua causa
E agora estamos juntos de volta
Eu quero lhe mostrar o meu coração, é tão verdadeiro
E todo o amor que tenho é especialmente pra você


Especialmente pra você
Eu quero dizer que você me deduziu o mundo todo
O quão eu estou certo que o nosso amor era para ser
Você mudou minha vida
Você me mostrou o caminho
E agora eu estou ao seu lado


Eu esperei muito tempo para encontrá-lo
Eu quero deixar toda a dor pra trás
E eu quero apresentar o amor em seu interior,

E agora estamos juntos de volta
Eu quero lhe mostrar o meu coração, é tão verdadeiro
E todo o amor que tenho é especialmente pra você




 

Vamos perseguir sonhos através do espaço sem sair de casa?

Eu não sou uma sonhadora; eu sou uma perseguidora de sonhos. Assim falou Sarah Brightman, nossa musa lírica, que em 22 de janeiro deste ano lançou seu CD Dreamchaser, cuja oferta é uma decisão de se tornar a primeira soprano a cantar no espaço. (É a primeira vez que Sarah faz uma viagem espacial na rota uniforme de Dreamchaser.) E para combinar essa melodia lírica espacial da nossa musa com a franquia Star Trek (EUA) e a série Supernova Flashman (Japão) - cujo tema são as estrelas que brilham no cosmos - nós, do meu blog, preparamos um lance sobre o estilo "Dreamchaser" e sobre como podemos perseguir sonhos através do espaço - e sem sair de casa! Aqui vão as 3 coisas cujas duas vão combinar com "Dreamchaser" da própria Sarah e que você podedesfrutar a vontade - em casa ou em tempo real. 



STAR TREK: A FRANQUIA ENORME DESDE 1966
 
Quem gosta de viagens espaciais, muita ação e muita aventura no espaço, uma boa dica é a série de tevê Jornada nas Estrelas: A Série Clássica, as séries derivadas e longas-metragens da franquia Star Trek e o mais recente filme, Além da Escuridão: Star Trek (Star Trek: Into Darkness, 2013), de J. J. Abrams. (Todas baseadas na série criada por Gene Roddenberry.) No dia 8 de setembro, a série vai completar 47 anos. Vida longa e próspera! 
 
SUPERNOVA FLASHMAN: OS 5 DAS ESTRELAS
 
Outra boa dica é a série tokusatsu Supernova Flashman (Choushinsei Flashman, 1 de março de 1986-21 de fevereiro de 1987; 50 episódios e 2 filmes), o décimo seriado da franquia super sentai. É sobre Jin, Dai, Bun, Sara e Lou, 5 jovens que em 1966 foram sequestrados por caçadores alienígenas, mas salvos pelo povo do Planeta Flash (onde foram bem treinados por lá durante duas décadas) e que voltaram a Terra em 1986 para salvar a Terra (seu planeta natal) do Império Reconstrutivo de Experimento Mess a fim de encontrar a família de qualquer um deles. Misto de sci-fi (o tema são as estrelas), aventura e muita ação (graças às roupas futuristas e bem chiques que até os cosplayers adoram vestir e usar hoje em dia), a série fez tanto sucesso que acabou se tornando nossa favorita (e a deles). Prisma Flash!
 
DREAMCHASER: ONDE NOSSA DIVA É A PRIMEIRA A CANTAR NO COSMOS
 
Voltando a falar em Sarah Brightman e seu álbum conceitual Dreamchaser (cujo tema é a exploração do espaço e as estrelas nas quais caçamos sonhos), dê uma olhada no que o Correio Braziliense postou: 
A cantora britânica Sarah Brightman vai trazer a turnê do álbum Dreamchaser para o Brasil. As apresentações ocorrem em cinco capitais brasileiras a partir de novembro. O primeiro show será em Porto Alegre em 24 de novembro. Depois ela segue para Curitiba (26/11), São Paulo (28/11), Rio de Janeiro (1º/12) e Belo Horizonte (3/12).
Os ingressos custam entre R$ 50 e R$ 600, dependendo da cidade. As entradas para os shows de Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte podem ser compradas pelo site da Tickets For Fun, a partir de 17 de junho. Já para a apresentação em Curitiba e venda fica por conta do site da Disk Ingressos. (Fonte: Correio Braziliense)

Falando em Dreamchaser, aqui vai o vídeo da Sarah explicando do que se trata!



O quão longe podemos enxergar? Dez Milhas? Vinte? Não podemos ver os glaciais a partir do deserto. Ou o fundo do mar a partir do alto das montanhas. Nós nunca conheceremos as outras sete bilhões de pessoas que passeiam pela Terra. Mas sabemos que elas estão lá. Somos preparados para acreditar no que não podemos ver. Mas nós podemos ver a lua e o sol Não a vinte milhas, mas a noventa e três milhões de milhas daqui. E a via de estrelas sem fim tão distantes quanto às questões que eu acredito. Nossos sonhos nos levam a lugares que nunca alcançaremos e abre portas para outros mundos, e janelas para nossas almas. Uma jornada às estrelas pode ser o mais próximo de um sonho que a realidade pode me levar. Mas tão claro quanto eu verei a beleza do universo, eu verei mais profundamente meu interior. Mais perto dos meus sonhos. Eu não sou uma sonhadora; eu sou uma perseguidora de sonhos. (Sarah Brightman)

Falou e disse! Prepare os DVDs ou Blu-Rays de Star Trek e da série Supernova Flashman, vista um traje futurista ou um vestido esvoaçante inspirada na Sarah e seu mesmo trabalho citado acima, ponha o CD Dreamchaser pra tocar, se inspire numa jornada às estrelas que te levam aos seus sonhos e, claro, seja você um (a) perseguidor (a) de sonhos! Pois conforme disse a romena Maria Alexandra, "alcance as estrelas. Só Deus é a Última Fronteira pra mente e pra alma".