terça-feira, 31 de dezembro de 2013

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Tatianna Raquel Podcast Episódio 11: "Retrospectiva 2013: O que memarcou durante o ano"


Olá, gente! Fala Tatianna Raquel e este é o meu podcast, aqui neste blog. Cada quinzena um assunto diferente pra você ficar bem informado no que rola por aí (acompanha também a versão em áudio, disponível em Mp3 para baixar e escutar no iPod Touch, no iPhone ou no Tablet. 
Bom divertimento! 

2013 foi um ano cheio de expectativas, mas também cheio de coisas boas (e ás vezes entediantes). Neste último episódio do ano de 2013 (do meu podcast, porque daqui a quinze dias o próximo episódio será o primeiro do ano), eu vou relembrar os momentos (alguns melhores que vou guardar pra sempre em meu coração, outros piores que vou jogar no lixo) pelos quais vão ser lembrados em primeira mão aqui neste blog e no meu podcast. 
Aqui vão!

Janeiro: Vitas se preparava para uma turnê (e Alex, a amante romena dele, queria que Vitas alcançasse uma estrela), mas ainda bem que fui bem sucedida em pleno Comando Estelar (cujo nome vou falar mais adiante). Postei algo do Leonard Nimoy (o vulcano Sr. Spock), a quem eu admiro (mesmo que Lynnet Ann Toole, uma britânica apaixonada, tire Leonard de mim!). E novamente fiz meu dueto com Vitas na canção "Até o Céu", que quem sabe vai virar faixa do meu futuro CD! (Era pra Sandy ter cantado a mesma com Vitas, mas quem cantou ela toda com ele fui eu!) Mas a tragédia em Santa Maria (Rio Grande do Sul) mudou tudo.

Fevereiro: O momento mais marcante pra mim foi mesmo presentear Vitas com "nosso" dueto audiovisual depois de eu ter ganho o concurso de clipes da canção "Até o Céu" (promovido pelo site do Vitas) e mais um e-card de aniversário com tons de céu azul. E Vitas agradeceu. O sucesso da canção "Até o Céu" foi tanto que eu regravei (como um sinal de agradecimento) uma versão em português da mesma. Um momento que mais marcou a minha vida!

Março: Depois do momento Star Trek na Cerimônia do Academy Awards 2013 (com William Shatner, Chris Pine e Zoë Saldaña), recebi a notícia de que Vitas foi hospitalizado no dia 8 de março, mas pouco depois recebeu alta e ficou bem. Era hora de eu me "despedir" do Vitas (por hora - ou não por hora?) para curtir Leonard Nimoy e nossas altas amizades. Mas uma má notícia é que perdemos o vocalista Chorão da banda Charlie Brown Jr. Mas tem mais: comparações  de Star Trek: The Motion Picture de 1979 e Star Trek de 2009 vieram a tona. Ainda assim, eu dei o amor que eu tenho por ele de presente pro Sr. Nimoy (que completou 82 anos) e lhe dei os parabéns. E o Sr. Nimoy me enviou um tweet de agradecimento. Isso às vésperas do domingo de Páscoa!

Abril: Sarah Brightman lançou Dreamchaser, sua obra-prima afim ás estrelas e ás viagens espaciais. Faltava mais de um mês para a estreia mundial do filme Além da Escuridão: Star Trek. Finalmente quando escrevi o livro O Pássaro Imortal no meu blog (e posteriormente no livro Contos e Temas-livres), senti que minha Frota Estelar se juntaria ao Comando Estelar Flashman e ao Dreamchaser para ser um só. Foi quando reencontrei, depois de 22 anos, meus queridos herois e super sentais, a Supernova Flashman. Apesar do luto em Boston depois do ataque, superei as expectativas: ganhei a camiseta Star Trek com o Diário do Capitão. 

Maio: Como eu vejo a Enterprise aos meus olhos: Além da Escuridão: Star Trek estreou no dia 17 de maio! Mas antes e depois da estreia mundial, olha no que deu nesses caras que eu admiro ainda:
Leonard Nimoy está velho e senil. Vitas já havia encrencado, castigado, humilhado e se envolvendo em problema seríssimo com a Justiça. Antes da estreia no novo filme de Star Trek, enviei uma mensagem (em vez de hangout) a todos os membros do filme Star Trek, ao diretor J. J. Abrams e aos astronautas da NASA sobre a boa notícia da estreia do filme e agradecendo-lhes e desejando-lhes sorte. E relembrei com muitos detalhes como o ator Kihachirō Uemura bancou o Dai/Green Flash e salvou a vida de um senhor - e se transformou num heroi de verdade. Depois da estreia mundial do filme, Vitas encrencou-se bonito (e eu vi a notícia via YouTube!) - e tudo pelo amor da romena Alex! 

Junho: Além da Escuridão: Star Trek finalmente pré-estreou no Brasil em 31 de maio de 2013 e eu tive a oportunidade de assistir o filme pela primeira vez. O momento mais marcante é que eu fui ao Cine Roxy pra assistir a pré-estreia do filme (que eu tenho comigo em DVD) e fiquei tão emocionada que eu ia assistir muitas vezes! E o momento foi destaque da minha crônica Na fila por "Além da Escuridão: Star Trek"! O que Alex, a amante de Vitas, escreveu em 9 de junho último para Vitas, fui eu que aprendi essa frase que agora todo trekker tem que se lembrar por gerações. (E antecipou Dreamchaser, mas não com Vitas e sim Sarah Brightman.) E o mesmo filme estreou no Brasil no dia 14! 

Julho: A partir do mês do meu aniversário, estreava no meu blog a Música Favorita do Mês (que marcaram minha vida e vão me marcar - e que estou compartilhando com um monte de gente). E, claro, estreava, naquele dia 29 do mesmo mês, estreava também o meu podcast quinzenal, Tatianna Raquel Podcast, começando pelo episódio de estreia da primeira temporada. Cada episódio, um tema diferente. A partir daí meu blog se uniu ao podcast (e a segunda temporada deste podcast vem aí nos próximos seis meses!). 

Agosto: Star Trek, Comando Estelar Flashman e Dreamchaser agora formam um trio sci-fi multimídia: música, tokusatsu, futurismo e tudo multifuncional. Mais: foi revelado que o Pássaro Imortal também era uma aventura dos Flashman sob o sol de Namegawa cuja cena em que Jin encontra uma pista (a pena da fênix) antecipa o CSI e isso me impressionou tanto que eu conheci aos poucos o cara por trás do Jin/Red Flash: o ator Tōta Tarumi. Ele acabava de completar 55 anos em 29 de agosto e dei os parabéns a ele. Pela primeira vez (porque eu dei um tempo em Leonard Nimoy sem que o Sr. Nimoy me expulsasse da vida dele).

Setembro: "Sonho e esperança": assim falaram tanto Dai quanto Vitas. Foi quando Kihachirō Uemura completou no dia 5 de setembro 53 anos e três dias depois o seriado Jornada nas Estrelas: A Série Clássica (Star Trek: The Original Series, NBC, 1966-1969, 79 episódios) - que gerou a grande franquia Star Trek - completou 47 anos! (Brasa, mora!) No dia 11 do mesmo mês, enquanto comemorava-se o Níver dos Ataques do 11/9, eu recebi a coleção de DVDs da Supernova Flashman. Mas o pior rolou quando Brandon Jared Michael Keys, ao ver a foto do Red Flash, comentou que era um dos Power Rangers, e foi a segunda vez que isso rolou! (Um cara comentou nos comentários da minha foto pouco tempo antes que os Go-Busters diziam "It's morphing time" quando na verdade quem dizia isso era a galera dos Power Rangers; era a primeira vez que isso me ocorreu!) Isso me causou constrangimento contra mim e os Flashman! Mas para evitar essa tal facção, eu me lembrei do que Jin falou (e que eu guardo pra sempre no meu coração): "Agora e sempre seremos os Flashman!" Por isso (e em nome do amor por Jin) deletei Brandon Keys! (Obrigada, Davi Rodrigues!) 

Outubro: Nós mulheres celebrávamos o Outubro Rosa, lembram-se? Além disso, também compartilhei a videomensagem do eterno Dai! E no dia 10, fui a primeira das trekkers a comprar o DVD do filme Além da Escuridão: Star Trek nas Americanas do Gonzaga! Mas houve coisas piores que me estressaram muito: o clipe dos Changeman postado no Face sem autorização minha que gerou malquerenças, Carol Duarte (já deletada por mim) não atendendo o pedido de postar os Flashman (e preferindo Changeman e Maskman aos Flashman) e o stress! Mas para melhorar as coisas, pedi pr'esse Danilo postar o clipe dos Flashman e só fiquei feliz depois que deletei Rose Campos e Luiz Tonelli. Ah, e deletei Rodrigo Assis que queria que eu participasse de um "duelo proibido entre Deus e esse Jin" mas não deu certo (por motivos religiosos). Tem mais: descobri algo lindo que Tōta-san disse e escreveu: "Se um dia alguém achar que o mundo gira em torno dela, avise-lhe que no universo há milhões de estrelas." Guardei essa frase comigo, a frase que estou lhes compartilhando e que Tōta-san ensinou pra gente (ele também é perseguidor de sonhos, sabia?)

Novembro: Finalmente descobri a versão internacional da logomarca Choushinsei Flashman! Mas a má notícia é que tudo de trekkie terminou quando o Spock de Leonard Nimoy se casou com a britânica Lynnet Ann Toole "a bordo do Titanic" naquele dia 2 de novembro (o mesmo aconteceu com Vitas, que me deixou pra amante romena Alex em 2 de abril de 2012), sem autorização nupcial. Por isso que deletei Lynnet, cada dia mais apaixonada por Spock Primordial (mas emocional pra Lynnet) porque essa britânica atrapalhou meu coração, conforme essa amante romena do Vitas fez com o meu. Perdi meu amigo Spock por três motivos pela qual: eu, porque não pude conhecer o Sr. Nimoy pessoalmente nem comprar a camisa no Shop LLAP; Lynnet, por ser apaixonada demais por Spock e hostilizada contra mim; e Leonard (o eterno Sr. Spock), devido a duas mulheres infelizes. (Que notícia triste!) Mas a facção desapareceu quando fiz de Tōta Tarumi (o Jin/Red Flash) meu "companheiro" e um substituto para Spock. No dia seguinte, dia 3, voltei a visitar o Emissário Submarino na Praia do José Menino (esse era o momento que marcou minha vida: visitar o Emissário de novo e reviver o Tōkyō Space!) e tirei fotos! Em 22 de novembro, Jin/Red Flash (o personagem que Tōta Tarumi imortalizou) fez 50 anos e no último dia do mês que passou, Vitas não veio ao Brasil (como muitos - e até os romenos - acreditam por aí): quem veio ao Brasil para trazer Dreamchaser pra cá foi, de fato, Sarah Brightman!

Dezembro: Neste mês, me tornei mais uma "terráquea" a descobrir a ciência, tecnologia e ecologia do Planeta Flash depois do Dr. Tokimura. Mas Paul Walker morreu e às vésperas da época do ano e em pleno verão, houve mais um terrível rebuliço: Samuel Caitano postou no grupo Liga Tokusatsu um vídeo infame da montagem dos Power Rangers Flash Star (foi a terceira vez) e os comentários negativos em forma de bullying vieram a tona contra mim e os Flashman! E a zueira se agravou quando Marcelo Manno chamou os Flashman de "Power Rangers Flash Star" (quarta vez consecutiva!)! Triste e abalada, chamei Marc Seven. Marc comentou a meu pedido que sou fã dos Flashman (ainda bem!). Mas as ameaças e brincadeiras de mau gosto sobre os Power Rangers fez o meu stress aumentar cada vez mais! E o que era pior: a vadia da Sandra postou o clipe dos Flashman chamado "Power Rangers Flash Star", dublado com o diálogo dos Power Rangers sem prévia permissão da Toei! Naquele momento entretanto, pensei nas mesmas palavras cordiais de Jin e decidi deixar a Liga Tokusatsu, deletei Samuel e Sandra e sinalizei como impróprio o fã-vídeo não-autorizado. Chorei muito e só me senti bem no momento em que fui assistir Flashman. Ah, e Tom Pompano foi deletado também. Nunca mais vou me envolver com esse tal de Power Rangers! Um fã dos Changeman queria que Tsurugi ficasse comigo, mas não aceitei. Preferi ficar longe do Tsurugi e dos Power Rangers, em meu cantinho, com meu querido Jin e o resto dos Flashman. Pouco tempo depois, as coisas melhoraram: passei "meu primeiro Natal com Tōta-san, o Jin" (mesmo sem Vitas nem o Sr. Nimoy) e fiquei muito feliz. 

Vamos esperar pelo melhor e orar para que 2014 seja um ano cheio de muitas bênçãos de Deus, paz, amor, saúde, prosperidade e felicidade que eu tanto quis (e que você tanto deseja) e que terríveis facções e tragédias como estas não mais se repitam contra mim nem contra você para que tudo de bom seja melhor em 2014 e se Deus quiser, possamos ser felizes e abençoados em harmonia um com o outro (do jeito que Deus gosta)! 


Baixar podcast em Mp3 pelo 4shared


Baixar podcast em Mp3 pelo Mediafire





quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Música favorita deste verão: "Heart wa Hibana sa, Flashman" (ハートは火 花さ、フラッシュマン)

Heart wa hibana sa, Flashman (ハートは火花さ、フラッシュマン, traduzindo literalmente "O coração, Flashman, é como faísca") é uma das melhores músicas-temas da trilha sonora da série Supernova Flashman. Composta por Kouhei Tanaka e Kazunori Sonobe - e na interpretação de Taku Kitahara (com a participação dos grupos Koorogi'73 e SHINES), a música fala de como o poder dos cinco, da juventude e da coragem faz o coração deles brilhar, a ponto de ficar "cem, mil, um milhão de vezes mais potente" (conforme diz a letra da música) e como nossos guerreiros - Jin, Dai, Bun, Sara e Lou - não desistem fácil bem no meio da luta de superar obstáculos até vencerem esperançosamente. Kazunori Sonobe escreveu uma intro que diz "Don't stop! Big fight!" (repetida 4 vezes no decorrer da canção) e três versos da canção, acrescentando "Let's Flash!" nos refrões 1, 2 e 3 (um refrão para cada verso) para combinar a melodia. (Eu estava curiosa, já que sete dos 50 episódios da mesma série Flashman executava no fundo uma música de um verso só e no filme do mesmo título, onde só se é executada pelo menos o trecho dela.)
 
Lançada como single no dia 15 de março de 1986, a música foi executada nos oito dos 50 episódios de Flashman (nove, se contar com o longa de 30 minutos que executa o trecho da mesma música), a seguir (em ordem da primeira exibição na TV Asahi):
 
- Choushinsei Flashman: Primeiro Filme (O Sequestro dos Animais) (超新星フラッシュマン THE MOVIE Chōshinsei Furasshuman Za Muubii)
- Um Inimigo dos Lares? O Caçador! (宿敵? ハンター! Shukuteki? Hantā!)
- Será Mag um Robô Gênio?! (マグは天才ロボ?! Magu wa Tensai Robo?!)
- Rosne, Máquina! (ほえろ! マシーン Hoero! Mashīn) (é a primeira e única vez neste episódio que uma versão instrumental desta mesma música é executada no fundo)
- Lou é a Mãe do Monstro-Guerreiro (ルーは獣戦士の母 Rū wa Jū Senshi no Haha)
- SOS! Pássaro Imortal! (SOS! 不死鳥! Esu Ō Esu! Fushichō!)
- Monstro-Fantasma Wandahla (妖獣士ワンダーラ Yōjūshi Wandāra)
- O Dueto do Céu Estrelado  (星空のデュエット Hoshizora no Dyuetto)
- Não Chore, Guerreira! (泣くな!女戦士 Naku na! Onna Senshi)
 
A última vez que a música foi executada foi no episódio "Não Chore, Guerreira!", que estreou em 20 de dezembro de 1986. Mas com o sucesso da série, a música "Heart wa Hibana sa, Flashman" foi executada na íntegra nas airwaves e se tornou uma das músicas anison (cantada por Taku Kitahara) a estourar nas paradas de sucesso no verão, outono e inverno daquele mesmo ano (e a partir daí) - por isso o "hit tokusatsu do verão".
 
"Heart wa Hibana sa" em 1991 teve sua versão em português escrita por Ciro Carvalho (Cláudio Goldman a regravou), intitulada "Destino" (aquela da letra "Sei que ainda existe no universo um planeta que não vi" e que diz ainda "bem junto de mim, perto de mim, sempre a me chamar"). Mas é com essa música com letra original em japonês que vai marcar sua vida - e a vida dos fãs dos Flashman também!
 
P.S.: Eu também a regravei com Taku Kitahara, conforme está na postagem anterior. E não é a toa que "Heart wa Hibana sa, Flashman" é a nossa favorita!
 
 
HEART WA HIBANA SA, FLASHMAN  (ハートは火花さ、フラッシュマン)
Letra: Kazunori Sonobe
Música e arregimentação: Kouhei Tanaka
Canta: Taku Kitahara (featuring Koorogi'73 & SHINES)
 
 
Don-don-don Don't stop
Bi-bi-bi Big fight
Don-don-don Don't stop
Bi-bi-bi Big fight

Hitomi wo sorasu na Seigi wo wasureru na
Kiken no kazu dake ookiku nareru no sa
Hitori ja nai ze Itsutsu no pawaa de
Hyaku-bai sen-bai ichiman-bai
Hei hei hei Let's flash
Dekkai hoshi ni nare
Hei hei hei Let's flash
Ashita e tsuppashire
Pikapika hajikeru haato wa hibana sa
Woh Woh Woh Woh Flashman

Don-don-don Don't stop
Bi-bi-bi Big fight
Don-don-don Don't stop
Bi-bi-bi Big fight

Senaka wo miseru na Shoubu wa mattanashi
Yuuki no kazu dake heiwa wo yoberu no sa
Ima shika nai ze Wakasa no pawaa de
Hyaku-bai sen-bai ichiman-bai
Hei hei hei Let's flash
Shouri wo tsukamitore
Hei hei hei Let's flash
Kiseki wo makiokose
Bachibachi moete 'ru haato wa hibana sa
Woh Woh Woh Woh Flashman

(Instrumental)

Don-don-don Don't stop
Bi-bi-bi Big fight
Don-don-don Don't stop
Bi-bi-bi Big fight

Nerai wo hazusu na Chikara wo yurumeru na
Tatakau kazu dake yasashiku dekiru no sa
Yaru shika nai ze Renzoku pawaa de
Hyaku-bai sen-bai ichiman-bai
Hei hei hei Let's flash
Itsu demo yume wo mote
Hei hei hei Let's flash
Kibou ni atsuku nare
Kirakira kagayaku haato wa hibana sa
Woh Woh Woh Woh Flashman

Don-don-don Don't stop
Bi-bi-bi Big fight
Don-don-don Don't stop
Bi-bi-bi Big fight

(Outro)
Flash! Flash! Flash!

 

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Música favorita do mês (#2): "Boys (Summertime Love)"

 
Boys (Summertime Love) é uma canção gravada pela cantora italiana Sabrina Salerno, assim sendo o terceiro single do álbum do mesmo nome. A música fez tanto sucesso em muitos países como Espanha, Suíça, França e Itália (onde a música ficou em primeiro lugar nas paradas) que se tornou o primeiro single a ser lançado na Grã-Bretanha. Foi remixada como uma versão remixada duas vezes: na França em 1995, reintitulada Boys '95 e em 2003 como Boys Boys Boys (The Dance Remixes).
 
 
BOYS (SUMMERTIME LOVE)
Música e letra em inglês: M. Bonsanto, R. Rossi, C. Cecchetto, M. Charlton, A. Gill
 

Música favorita do mês: "Repetition"

 
 
Repetition ("Repetição") é o terceiro single do álbum Information Society, lançado pelo grupo de synthpop Information em 1989.
A canção conseguiu chegar a posição #76 na Billboard Hot 100. O clipe da música, filmado em preto e branco, mostra a banda entre ruínas de edifícios e coisas velhas, que completam as faixas tristes da letra da música.
 
REPETITION
Letra e música de Paul Robb
 

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Tatianna Raquel Podcast Episódio 10: "Boas-vindas para o Papai Noel"


Olá, gente! Fala Tatianna Raquel e este é o meu podcast, aqui neste blog. Cada quinzena um assunto diferente pra você ficar bem informado no que rola por aí (acompanha também a versão em áudio, disponível em Mp3 para baixar e escutar no iPod Touch, no iPhone ou no Tablet. 
Bom divertimento! 



Eu sempre me encantei com o espírito natalino. Mas era uma coisa tão espontânea que até então nunca me veio à cabeça saber algo mais sobre isso. Até aos seis ou sete anos, eu contemplava o Papai Noel e as luzes natalinas em redor das árvores da cidade. Só a partir do Natal de 1985 eu conheci a árvore de Natal e comecei a cantar a famosa música natalina, "Noite Feliz". Ao longo dos anos seguintes, uma vez que eu começava a me encantar com o espírito natalino, minha primeira ceia de Natal foi em 1987. No ano seguinte, 1988, depois que Zenaide morreu no dia 11 de junho daquele mesmo ano, minha mãe começou a fazer a ceia natalina. O panetone só descobri em 1990, aos 12 anos. Aos 14 anos (em 1992), comecei a enviar cartões de Natal para toda a família e descobri o presépio em 1998 (eu tinha 20 anos) quando meu pai (falecido em 2007) me deu um presépio pequeno para enfeitar a casa. A partir daí nunca mais parei.

Em 2003 (quando eu tinha 25 anos), eu perguntei a mim mesma: "Será que Papai Noel existe? E onde ele vive?" A resposta veio à cabeça quando descobri o endereço dele para correspondência na revista "Capricho" e acabei sabendo, em resposta, que ele existe e mora na Finlândia, na Lapônia Finlandesa, localizada no Círculo Polar Ártico, onde a capital é Rovaniemi. Segundo a lenda, Papai Noel está com mais de quinhentos anos (cinco séculos) e tem carteira de habilitação para dirigir trenós. Assim, eu escrevi uma carta para ele, pedindo ora um CD, ora um DVD, ora um perfume, qualquer coisa. (Isso entre 2003 e 2008.) Atualmente - e este ano - é possível enviar um e-mail pro Papai Noel pra pedir um presente e ele atende logo meu pedido. Este é o e-mail do Papai Noel:

Northpole@live.com

Você pode pedir esse presente pra ele em qualquer um de seus 8 idiomas (menos o português) também pelo e-mail. Certa vez, ao enviar a carta ou o e-mail pro Papai Noel, o segundo idioma que eu mais uso é o inglês, e eu falei com ele em inglês logo de cara.

A partir de 2008, comecei a enviar meus e-cards de Natal (a maioria personalizados, com photoshop e tudo) também para os amigos, seja via e-mail, seja nas redes sociais como o Facebook e Twitter, seja nos blogs, seja via SMS. Todo ano eu posto, compartilho, blogo, envio e vou tuitando (e pinando) os e-cards de Natal para toda a família e amigos, em tempo real.

E você sabe o que é o Natal?
O Natal é uma data religiosa dos cristãos - ou seja, de quem acredita na existência do Senhor Jesus. Natal é a festa de nascimento de Jesus, comemorada em 25 de dezembro. (Os ortodoxos comemoram o Natal em 7 de janeiro, até na Rússia.) Muitas religiões, como o judaísmo, o budismo e o islanismo, não comemoram essa data.

Quando comemoramos o Natal, lembramos do dia em que Jesus nasceu em Belém, atual Cisjordânia, no Oriente Médio. Cantamos as canções cheias de paz, amor e alegria, participamos da ceia e, quando damos as boas-vindas para o Papai Noel, ganhamos presentes. Toda a história do nascimento do Senhor Jesus é contada (e cantada!) na canção "O Natal foi feito assim", que eu regravei no ano passado e que vocês vão ouvir agora no meu podcast.



É isso aí!
E o meu podcast do meu blog também deseja que você e sua família tenham um Feliz Natal! 





terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Planeta Flash: tudo que você queria saber!

 SISTEMA ESTELAR DE FLASH
 
O Sistema Estelar de Flash, é um sistema estelar consistindo do planeta vermelho Flash e outros quatro planetas verde (Green Star), azul (Blue Star), amarelo (Yellow Star) e rosado (Pink Star).
 
PLANETA FLASH
 
O Planeta Flash é o planeta habitável mais próximo do Sistema Solar (cerca de 17 anos-luz distante da Terra), possui um diâmetro maior que o da Terra, sua superfície é rochosa, poucos mares e imensos continentes. Sua vegetação não é muito diversificada, porém em pontos isolados do planeta temos oásis e algumas reservas florestais. A fauna nem é muito diversificada, a maioria dos animais são herbívoros e a minoria carnívoros. Não há aves no Planeta Flash, contudo, há registros que comprovam a existência de pássaros na sua pré-história.
O Planeta Flash (cujo nome científico é Flash Rubrum Rubii) possui 4 luas. São elas: Green Star (Viridis Smaragdi), Blue Star (Caeruleo Saphirae), Yellow Star (Crocus Topazii) e Pink Star (Rosea Adamas).
 
Blue Star e Yellow Star possuem uma órbita longínqua em torno da estrela Flash (o sol do planeta Flash), devido a esse fato, ambos são satélites muito frios. Pink Star e Green Star ao contrário são de climas mais temperados, tendo somente seus polos com temperaturas abaixo de zero grau. essas pequenas luas possuem uma rotação semelhante, Pink Star, de 23 horas e 45 minutos, e Green Star, de 23 horas e 53 minutos. Green Star, Pink Star e Yellow Star possuem atmosfera respirável, Blue Star tem atmosfera artificial instaladas tecnologicamente pelo povo do planeta Flash (ou os "Flashenses"). Sua atmosfera original era gasosa, muito semelhante à de Marte.
 
Cidades provincianas dos satélites:
- Blue Star (Caelureo Saphirae): Bunkaar
- Green Star (Viridis Smaragdi): Daiza
- Yellow Star (Crocus Topazii): Sarai
- Pink Star (Rosea Adamas): Louvina
 
As capitais das respectivas luas foram homenageadas quando as 5 crianças resgatadas pelo planeta Flash receberam as iniciais dos nomes das cidades (Dai, Bun, Sara e Lou). O mesmo ocorreu com Jin, que recebera o nome da capital do planeta Flash, Jinnar.
 
Em 1986, o Dr. Tokimura foi o primeiro terráqueo (segundo o robô Mag) a descobrir a ciência do planeta Flash. O segundo terráqueo a descobrir a ciência, tecnologia e ecologia do planeta Flash dessa vez foi uma jovem cosmonauta russa: Irina Davidovna Yushchenko (Silver Flash), que, em 20 de novembro de 2001 (aproximadamente nove dias depois dos ataques do 11 de setembro daquele mesmo ano), descobriu pelo telescópio Hubble e pela internet (e enquanto estava na Estação Espacial Internacional) os "cinco planetas de cada 5 cores diferentes e tão preciosos quanto pedras preciosas: sem dúvida, é o planeta Flash". (Irina tinha 23 anos quando o planeta Flash foi descoberto via telescópio Hubble pela NASA e pela Soyuz.) Por isso o planeta Flash e suas 4 luas foram rebatizadas com nomes científicos:
- Planeta Flash: Flash Rubrum Rubii Prime ("Prime" significa "primordial" em inglês)
- Green Star: Viridis Smaragdi
- Blue Star: Caeruleo Saphirae
- Yellow Star: Crocus Topazii
- Pink Star: Rosea Adamas
 
FLASH (FLASH RUBRUM RUBII PRIME)
 
Flash, também conhecido como Red Star ou Flash Star, é o planeta vermelho central do Sistema Estelar de Flash e o planeta natal principal da raça Flash (os Flashenses) que vive neste mundo. É cercado pelos satélites Yellow Star e Pink Star.
 
Também é um planeta onde Jin, o mais velho de cinco crianças raptadas mas levadas pelo povo do planeta Flash, cresceu e onde ele estudou, treinou e construiu várias armas para quando a equipe retornasse a Terra. Quando os Flashman partiram para a Terra, eles roubaram a Round Base de partida deste mundo depois de armazenar todas as armas e veículos necessários para esta missão.
 
Flash é também o planeta natal de Titan, o Heroi, que usou a tecnologia e o grande poder de seu planeta de origem no passado para criar a mecha chamada Flash Titan. A energia do interior do planeta é indicado a ser ilimitado e era poderoso o suficiente para ligar e reforjar os Prismas da equipe depois de terem sido destruídos. Flash Star é também conhecido cientificamente como Rubrum Rubii Prime.
 
GREEN STAR (VIRIDIS SMARAGDI)
 
Green Star é um planeta no interior do Sistema Estelar de Flash. É de extrema-esquerda dos cinco planetas Flash e um vizinho de Yellow Star.
É conhecido como o "planeta verde envolto em montanhas rochosas".
 
Dai foi criado neste mundo depois de ser resgatado pelo povo do planeta Flash, ganhando uma força milagrosa na paisagem acidentada.
 
Algum tempo antes dos Flashman retornarem à Terra, um prisma de Green Star pousou no planeta, onde acabou nas mãos de Sumire Okama. Mesmo que Sumire morresse em 1978 - oito anos antes de os Flashman retornarem, o prisma alterou sua permissão para ela ganhar poderes após sua morte, incluindo habilidades psíquicas e a capacidade de conectar com os outros que tenham conexão com este planeta, tal como Dai. É conhecido cientificamente como Viridis Smaragdi.
 
BLUE STAR (CAERULEO SAPHIRAE)
 
Blue Star é um planeta no sistema estelar de Flash. É conhecido como o "planeta azul envolvido em areia". O planeta orbita a mais distante à direita, com o Pink Star como seu único vizinho.
 
Bun foi criado neste mundo depois de ser resgatado pelo povo do planeta Flash, ganhando super-velocidade milagrosa, bem como a capacidade de sobreviver 30 dias (1 mês) em apenas um copo d'água nas paisagens desérticas do mundo. É também conhecido cientificamente como Caeruleo Saphirae.
 
YELLOW STAR (CROCUS TOPAZII)
 
Yellow Star é um planeta no sistema estelar de Flash. Também conhecido como o "planeta frio e amarelo"; é também o único planeta com o anel semelhante aos de Saturno. Orbita entre o planeta principal Flash e Green Star.
 
Sara foi criada neste mundo depois de ser resgatada pelo povo do planeta Flash, ganhando tal poder e tolerância ao frio que parece bizarro para muitos, a ponto de até mesmo expor suas pernas em seu collant sem mau efeito nenhum. É também conhecido cientificamente como Crocus Topazii.
 
PINK STAR (ROSEA ADAMAS)
 
Pink Star é um planeta no sistema estelar de Flash. É conhecido como o "planeta rosado da super-gravidade". Orbita entre o planeta principal Flash e Blue Star.
 
Lou foi criada neste planeta depois de ser salva pelo povo do planeta Flash, treinando sob super-gravidade, a ponto de seus movimentos em mundos de menor gravidade tais como a Terra são muito mais ágeis, movendo-se através do ar com facilidade com super saltos. É também conhecido cientificamente como Rosea Adamas.
 
Meus agradecimentos ao André (Universo Espelho) da comunidade do Orkut, "Flashman - Universo expandido", por compartilhar as informações sobre o planeta Flash. Aos nossos amigos da RangerWiki, muito obrigada por compartilhar o artigo (fui eu que traduzi ao pé da letra!). Prisma Flash, galera!

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Valeu, Sarah!

Quantos presentes que a divina diva Sarah Brightman ganhou de seus fãs brasileiros, meu Senhor Jesus! A musa do meu canto lírico que me influenciou (e que Meire Berti mencionou pra mim) veio ao Brasil pela segunda vez com sua turnê Dreamchaser que ela nos trouxe como presente - e nos ensinou a perseguir sonhos de um jeito cada vez mais especial, através das suas músicas cujo tema são as estrelas (algumas delas!) no palco enfeitado de cenários suntuosos e hi-tech que lembram o cosmos, figurinos chiques e glamurosos com design futurista e muita emoção a mais que levou a plateia ao delírio. E, claro, Vitas nem pôde cantar "Nessun Dorma" nem aqui nem na China por causa dessa diva: quem cantou a mesma citada acima foi Sarah mesmo! 
Mais: músicas afins a sci-fi e viagens espaciais como "Angel", "Glosóli" ("Pois que o sol brilhe"), e "Closer" ("Mais Perto") encantaram o público. (Coincidência: em 9 de junho do ano passado, Alex, da Romênia, pediu ao Vitas via livro de visitas do site dele para que Vitas alcançasse as estrelas e disse assim: "Só Deus é a Última Fronteira pra nossa mente e nossa alma". Não foi preciso muito tempo e logo eu guardei essa frase comigo pra compartilhar com todos - enquanto isso porém, Vitas nem sequer alcançou uma estrela como de praxe: quem alcançou uma estrela foi, de fato, Sarah Brightman, que lançou Dreamchaser em abril deste ano!) E não é a toa que Sarah trouxe Dreamchaser pra gente, pros trekkers, pros fãs do Comando Estelar Flashman e pros fãs de sci-fi fazendo das estrelas o temático perfeito para alcançar uma estrela. 
E no fim do show, os fãs brasileiros da nossa querida Sarah deram-lhe presentes de montão (conforme você vê na foto) e ela agradeceu.
Valeu, Sarah, trazer Dreamchaser pra gente e para os que admiram seu trabalho aqui no Brasil - e eu admiro muito também!

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Novidades do mês de dezembro neste blog

O Natal está chegando (e com ele muita paz e alegria) e você aí, de lista de presente de Natal sem grana pra comprar nem lugar pra ir???? Você precisa prestar atenção no que rola por aí neste mês de dezembro! 
Como já falei nas postagens anteriores sobre contos, a seção deste blog "Contos e temas-livres", com 30 histórias para ler, inspirar e se inspirar (e com curiosiosidades para saber mais), já está completa e disponível para todos. (Ufa, me levou cerca de 1 ano para postá-las, mas valeu a pena!) O sucesso e a repercussão foram tantos que resolvi reuni-las numa só coletânea, no mesmo livro: se chamará Contos e Temas-Livres e este meu livro (ainda em andamento) será lançado no Wattpad (na data a definir) e também nos formatos livro, audiolivro e e-book (formato PDF), prometendo ser um grande sucesso. 
Ainda neste blog, postarei pra vocês os últimos dois episódios quinzenais deste ano do meu podcast - um desses episódios, "Boas-vindas para o Papai Noel", será um episódio especial de Natal do meu podcast e eu sei que vocês vão gostar. (E que venham os primeiros episódios quinzenais do ano de 2014 no meu podcast!) 
E ainda mais ou menos uma semana antes da virada do ano, postarei também a Retrospectiva 2013, em que lembraremos os bons momentos… e deixaremos os momentos ruins para trás - para abrir o ano de 2014 sob as bênçãos do Senhor Jesus. 
Música, literatura, cinema, televisão, moda… tudo isso e muito mais você confere aqui mesmo!

Feliz Natal e um próspero Ano Novo cheio de bênçãos e desejos a se realizar!

Atenciosamente,
Tatianna Raquel 


domingo, 1 de dezembro de 2013

Paul Walker (1973-2013)

O nome dele é Paul Walker, um ator conhecido pelo papel de Brian O'Conner do filme Velozes e Furiosos
É difícil ver seu trágico fim causado pelo acidente automobilístico na Califórnia (EUA). Você foi um ator, um astro de Hollywood, um cara maneiro e vivia para sua emoção em alta velocidade. Agora eu lamento por você, pois você acabou virando mais uma estrela no céu. Você será eternamente lembrado.